Diagramas de Fluxo

Em 1947 Herman Goldstine e Jhon von Neuman desenvolveram os diagramas de fluxo para planejar programas de computadores. O método de documentação de processos permeou o ambiente de desenvolvimento por décadas; a leitura fácil dos diagramas conquistou adeptos e até hoje é usada em faculdades no ensino de Lógica de Programação.

Inicialmente usaremos 4 símbolos básicos dos diagramas de fluxo, a imagem abaixo mostra os símbolos e seus significados:

Estes quatro itens permitem o registro de diversos programas simples de entrada/processamento/saída de dados. Estou utilizando o yEd para fazer os diagramas, mas existem diversas opções na rede, tais como o DIA, Visio, etc…

 

Variáveis e Constantes

Um outro ponto importante para quem está começando em lógica de programação é a compreensão da concatenação.

Concatenar é o ato de unir uma variável a uma constante, ou duas variáveis. Isso ocorre nas saídas de processamento, quando queremos exibir resultados ao usuário. É muito comum vermos saídas como: “O Valor de X é: “, “A soma dos valores é igual a”. Continuar lendo

Porquê usar variáveis? [Parte 2]

O bom uso de variáveis está relacionado com uma correta declaração das mesmas. A maioria das linguagens de programação define o tipo de dados a ser recebido, fazer isso otimiza o desempenho do programa.

Basicamente existem quatro tipos de dados fundamentais são eles: inteiro, real, cadeia e lógico.

Declarar o tipo de variável funciona como uma restrição de entrada, ou seja, o programa só aceitará valores que estejam de acordo com o tipo declarado. Por exemplo, uma variável do tipo Real não aceitaria o valor 9, ao invés disso usaríamos 9.0 para este valor.

Vejamos as definições de cada tipo de variável: Continuar lendo

Porquê usar variáveis? [Parte 1]

Um dos conceitos que mais confunde os estudantes que estão começando em lógica é o uso de variáveis.

É de fundamental importância que o programador entenda a usabilidade deste recurso , pois TODAS linguagens de programação trabalham com variáveis.

O que é uma variável?

No dicionário: adj m+f (lat variabile) 1 Sujeito a variação. 2 Que pode ser variado ou mudado; mudável. 3 Inconstante.

Na informática: Um valor incerto que se altera a cada execução do programa. Continuar lendo

Vamos pensar?

Hoje faremos uma introdução a lógica sob uma abordagem incomum.

Vamos pensar! Leia as perguntas e anote as respostas numa folha de papel, ao terminar leia o comentário do post e compare as respostas.

1. Um frasco com dois litros de iogurte contém suco de fruta, leite e mel. A quantidade de leite é o dobro da Continuar lendo

Lógica de Programação

“O ser humano é tão inteligente que se comunica errado e entende certo.” – Edson de Oliveira

A máquina não!

Se o analista não informa à máquina quais procedimentos ela deve tomar o programa não roda. Por isso o planejamento das funções é fundamental.

Quando fazemos um fluxograma da aplicação a ser desenvolvida temos uma visão de erros e acertos antecipada e com isso poupamos tempo e dinheiro.

Para cada problemas que encontramos devemos buscar uma solução eficiente e enquanto prestarmos atenção nos pequenos detalhes teremos os melhores resultados.

Assim,  temos como principal foco da lógica de programação o “pensar”; uma análise do fluxo das informações e das respostas que representarão o raciocínio da máquina.


O texto acima realça o condicionamento. Se, enquanto, para são algumas das palavras chaves que definem o sucesso do programador, saber usar corretamente estruturas condicionais e laços de repetição faz toda diferença para um analista.

É importante realçar que lógica não se aprende, se desenvolve. Quer dizer, é um meio de padronizar pensamentos, formas de pensar, percebem como isto é complicado? Então a melhor forma de desenvolver sua lógica é resolvendo exercicios exaustivamente, até ser algo natural pensar nos caminhos para as respostas.

Também apresento neste post a bibliografia recomendada sobre o assunto:

Manzano, José Augusto N.G./ Oliveira, Jayr Figueiredo de – Algoritmos – Lógica para Desenvolvimento de Programação de Computadores – Editora Érica